The Colorado Kid


Título Original: The Colorado Kid


Título Traduzido: ———-


Ano de Publicação: 2005


Páginas: 208 (Edição de 2019 – Hard Case Crime)


Tradução: ———-


Data de Publicação nos EUA: 04/10/2005


Personagens: Stephanie McCann, Vince Teague, Dave Bowie, James Cogan, George Wournos


Conexões: A Torre Negra


Personagens Citados: ———-


Sinopse: O corpo de um homem é encontrado numa praia da costa do Maine. A identidade dele é desconhecida e todas as pistas levam a lugar nenhum. Um ano depois, o cadáver é identificado, mas as principais perguntas continuam sem respostas. Quem o matou? Por quê? Uma dupla de velhos figurões do jornal local usa esta história para servir de teste e avaliar o faro investigativo de uma jornalista iniciante. Conseguirá ela descobrir a verdade por trás da morte do Rapaz do Colorado?


Adaptações: Haven (20102015)


Derivados: ———-


Disponível no Brasil pelas Editoras: ———-


CURIOSIDADES

– O livro é dedicado a Dan J. Marlowe, autor de romances “hard-boiled” (histórias policiais que muitas vezes envolvem gângsters, mulheres sedutoras e grandes metrópoles).

– Primeiro romance de King publicado após o, então, final da saga A Torre Negra.

– Em vez de publicar na Scribner, editora dele desde Saco de Ossos, King preferiu lançar este livro sob o selo Hard Case Crime, uma editora especializada em romances criminais com a qual ele voltaria a fazer parceria anos depois, publicando Joyland (2013) e Depois (2021).

– O romance é narrado em terceira pessoa.

– Apesar de ser um romance curto e sem uma história grandiosa, The Colorado Kid derivou uma série de cinco temporadas chamada “Haven”, que foi exibida pelo canal Syfy entre 2010 e 2015. “Haven”, inclusive, alcançou um feito inédito, até então, para séries baseadas em histórias de Stephen King: ela não foi cancelada sem concluir a história proposta, algo que apenas “Mr. Mercedes” também conseguiu ao adaptar os três livros da trilogia Bill Hodges.


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– O livro, à primeira vista, não possui referências a outros trabalhos de King. Contudo, o autor escreveu no site oficial dele o seguinte: “A crítica do USA Today sobre o livro diz que a franquia Starbucks não existia na Denver de 1980. Não tome isso como um erro de minha parte. Os leitores constantes de A Torre Negra poderão perceber que isso não é necessariamente um erro de continuidade, mas uma pista”. Também presente no livro, a franquia de locadoras Blockbuster não surgiu até 1985. King parece sugerir que os mistérios vistos neste romance podem ser respondidos utilizando-se da lógica por trás da saga A Torre Negra, como, por exemplo, a impossível viagem que o “Rapaz do Colorado” faz do Colorado até o Maine.

– Ao final do livro, nenhum dos personagens consegue desvendar todos os mistérios por trás da morte do “Rapaz do Colorado”. No posfácio, King explica que encerrou o romance propositalmente sem resolução por considerar que o mistério é sempre mais empolgante que a revelação.