LOVE: A História de Lisey


Título Original: Lisey’s Story


Título Traduzido: LOVE: A História de Lisey (2008Presente)


Ano de Publicação: 2006


Páginas: 542 (Edição de 2012 – Suma de Letras)


Tradução: Fabiano Morais


Data de Publicação nos EUA: 24/10/2006


Personagens: Lisey Landon, Scott Landon, Zack McCool, Andy Clutterbuck


Conexões: Jogo Perigoso; Saco de Ossos; O Apanhador de Sonhos; A Torre Negra


Personagens Citados: Norris Ridgewick, Mike Noonan


Sinopse: Dois anos se passaram desde que Lisey ficou viúva do escritor Scott Landon, mas ela continua procrastinando a limpeza do escritório do falecido, enquanto diversas editoras e acadêmicos imploram por novos escritos póstumos do autor. Quando um psicopata ameaça matá-la se ela não entregar os manuscritos nunca publicados de Scott, Lisey percebe que sua única chance de sobrevivência reside em uma “caça ao tesouro” preparada por seu marido antes de morrer ― uma caçada que a levará ao estranho mundo de Boo’ya Moon, e a terríveis memórias repreendidas do passado de Scott.


Adaptações: Lisey’s Story (2021)


Derivados: ———-


Disponível no Brasil pelas Editoras: Objetiva (2008); Ponto de Leitura (2011); Suma de Letras (2012); Suma de Letras (2021)


CURIOSIDADES

– Mais um livro dedicado por King à sua esposa, a romancista Tabitha King.

– Concorreu ao World Fantasy Award em 2007.

– Derry Home, o hospital em Derry, e o Arcadia Mental Health são mencionados.

– Enquanto segue para casa da irmã, Amanda, Lisey passa pelo cruzamento da rua 17 com a Deep Cut Road. A Deep Cut Road é uma locação vista em O Apanhador de Sonhos.

– No transcorrer da história, um policial pergunta a Lisey se a irmã dela está em um hospital chamado “Kingdom”; uma possível referência à minissérie “Kingdom Hospital”, roteirizada por King.

– Naresh Patel, dono de um mercadinho, é visto usando uma camiseta que diz “EU ❤ DARK SCORE LAKE”, lago visto em romances como Jogo Perigoso e Saco de Ossos.

– Outra irmã de Lisey, Darla, diz que possui uma fita-cassete de um livro do escritor Michael Noonan, protagonista de Saco de Ossos.

– Lisey menciona a cidade de Gilead. Porém, como é improvável que ela tenha conhecimento da história de Roland Deschain, a personagem provavelmente se refere à região bíblica Gileade, que fica a leste do rio Jordão.

– A placa do BMW de Lisey é 5761RD. Os números somados resultam em 19 (número místico da saga A Torre Negra), e RD, é claro, são as iniciais de Roland Deschain.


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– No fim do livro, é descoberto que John Dooley nasceu em Shooter’s Knob, Tennessee. Na noveleta “Janela Secreta, Secreto Jardim”, da antologia Depois da Meia-Noite, o escritor Mort Rainey é confrontado por um homem chamado John Shooter, que o acusa de ter plagiado uma de suas histórias. O sobrenome do “vilão” foi retirado da cidade natal do amante da esposa de Rainey, que é Shooter’s Knob.

– Lisey chama a polícia esperando falar com o xerife Norris Ridgewick, visto/mencionado em romances como A Metade SombriaTrocas MacabrasJogo Perigoso e Saco de Ossos, mas, em vez dele, quem atende é o vice-xerife Andy Clutterbuck. A aparição de Andy é, no mínimo, curiosa, uma vez que King descreve, ao final de Trocas Macabras, que Andy morreu afogado em um rio, dois anos após a morte da sua esposa. Andy ainda seria mencionado nos contos “A Gente Se Acostuma”, de Pesadelos e Paisagens Noturnas (Volume I), e “Fogos de Artifício e Bebedeira”, de O Bazar dos Sonhos Ruins. O leitor constante poderia teorizar que essas histórias acontecem em níveis diferentes da Torre Negra, o que explicaria a discrepância.

– A frase “Bool! The End” (na versão brasileira, “Bool! Fim!”), utilizada por Scott Landon, também é dita por Randall Flagg no quarto volume da saga A Torre Negra (Mago e Vidro).