Quatro Estações


Título Original: Different Seasons


Título Traduzido: Quatro Estações  (1988Presente)


Ano de Publicação: 1982


Páginas: 560 (Edição de 2013 – Suma de Letras)


Tradução: Andréa Costa


Data de Publicação nos EUA: 27/08/1982


Personagens: Andy Dufresne, Kurt Dussander, Gordon Lachance, Todd Bowden


Conexões: ‘Salem; Sombras da Noite; Cujo; A Torre Negra


Personagens Citados: ———-


SinopseQuatro Estações é a primeira coletânea de noveletas publicada por King. Ela contém quatro histórias primariamente focadas no drama e no suspense. Confira a seguir as sinopses…

Primavera Eterna: Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank (Hope Springs Eternal: Rita Hayworth and the Shawshank Redemption, 1982): na década de 1940, o banqueiro Andy Dufresne é injustamente condenado à prisão perpétua pelo assassinato de sua esposa e do amante dela. Ele é enviado para a prisão de Shawshank. Conforme o tempo passa, Andy sofre na pele as consequências da corrupção da instituição, sem nunca perder a esperança de um dia se ver livre novamente.

Verão da Corrupção: Aluno Inteligente (Summer of Corruption: Apt Pupil, 1982): Todd Bowden é um garoto bonito, inteligente e ambicioso. Quando ele descobre que seu vizinho, o velho Kurt Dussander, é um antigo integrante da força militar de Adolf Hitler, cresce entre os dois uma perigosa relação que evidenciará o pior lado de um ser humano.

Outono da Inocência: O Corpo (Fall from Innocence: The Body, 1982): quatro jovens amigos, que moram na pacata cidadezinha de Castle Rock, descobrem que uma criança foi atropelada por um trem não muito longe dali. O grupo resolve partir numa expedição para achar o corpo do menino, mas o que eles encontrarão é uma aventura que transformará suas vidas para sempre.

Inverno no Clube: O Método Respiratório (A Winter’s Tale: The Breathing Method, 1982): em um misterioso clube de Nova York, alguns cavalheiros se reúnem na noite de Natal para compartilhar narrativas curiosas. Um deles resolve contar a dramática e bizarra história de uma mulher que luta para dar luz ao filho… mesmo após um terrível acidente.


Adaptações: Conta Comigo (1986); Um Sonho de Liberdade (1994); O Aprendiz (1998)


Derivados: ———-


Disponível no Brasil pelas Editoras: Francisco Alves (1988); Objetiva (2001); Planeta DeAgostini (2004); Ponto de Leitura (2013); Suma de Letras (2013)


CURIOSIDADES

– A noveleta “Primavera Eterna: Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank” é dedicada a Russ Dorr, médico e pesquisador que viria a falecer no final de 2018. Ele colaborou muitas vezes com King, quando os livros do autor demandavam pesquisas minuciosas sobre um determinado tema. A história também é dedicada à esposa de Russ, Florence; a noveleta “Verão da Corrupção: Aluno Inteligente” é dedicada a Elaine Koster e Herbert Schnall; King dedica “Outono da Inocência: O Corpo” ao seu ex-amigo, George McLeod; e “Inverno no Clube: O Método Respiratório” ao autor Peter Straub e à esposa dele, Susan.

– Na biografia não-autorizada Coração Assombrado, de Lisa Rogak, é dito que George McLeod acusou Stephen King de plagiar um conto seu que, supostamente, seria a ideia por trás da noveleta “O Corpo”, após ele entregar o manuscrito para que Stephen desse uma lida. McLeod exigiu de King uma porção dos royalties da noveleta e da adaptação “Conta Comigo”. Stephen negou e McLeod entrou na Justiça, acabando a amizade entre os dois. Após esse acontecimento, King disse que nunca mais receberia manuscritos de amigos ou de fãs em busca de conselhos e sugestões, temendo que o que aconteceu entre ele e McLeod pudesse se repetir.

– Após anos escrevendo histórias de terror, King resolveu mostrar para o público que também era capaz de criar narrativas dramáticas publicando, assim, Quatro Estações. Segundo o autor, antigamente havia muito pouco espaço para histórias dramáticas no mercado e, portanto, ele nunca conseguiu publicar as noveletas separadamente, como fazia com seus contos em revistas e antologias. Depois de firmar seu nome, King e a Viking Press decidiram reunir estas quatro histórias “diferentes” em uma antologia “diferente” – o que tornou o título “Different Seasons” mais significativo.

– Ao todo, três das quatro noveletas já foram adaptadas para o cinema: “Conta Comigo”, baseado em “O Corpo”; “Um Sonho de Liberdade”, baseado em “Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank”, e “O Aprendiz”, baseado em “Aluno Inteligente”. A quarta história, “O Método Respiratório”, já foi sondada para ser adaptada algumas vezes, o que nunca aconteceu.

– Em determinado momento da noveleta “O Corpo”, Chris Chambers cita a cidade de Jerusalem’s Lot, afirmando que o nome do local “é muito idiota”.

– Quando conversa com Todd Bowden sobre as mortes que causou, Kurt Dussander cita o serial killer Jack Saltos de Mola (no original Springheel Jack), visto no conto “Primavera Vermelha”, da antologia Sombras da Noite.

– O número de prisioneiro de Andy Dufresne é 81433. Somados, eles resultam em 19, místico número sempre presente nas obras de Stephen King e, particularmente, na saga A Torre Negra.

– Gordie Lachance narra, na noveleta “O Corpo”, que o cão do personagem Milo Pressman não era tão temido quanto seria Cujo alguns anos depois.

– “Aluno Inteligente” é a única noveleta do livro que é narrada em terceira pessoa.

– Um dos meninos da noveleta “O Corpo” se chama Teddy Duchamp. Em Carrie, a Estranha, há um personagem com o mesmo nome. Porém, como se trata de um adulto dificilmente seria o mesmo personagem, a não ser que consideremos os numerosos andares da Torre Negra.

– O desenho “Família da Pesada” (Family Guy) já brincou com as histórias de Stephen King diversas vezes. No episódio “Three Kings” (15º episódio da sétima temporada), a série parodia os filmes “Louca Obsessão”; “Conta Comigo” e “Um Sonho de Liberdade” (sendo os últimos dois baseados nas noveletas “O Corpo” e “Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank”, respectivamente). A noveleta “Aluno Inteligente” (e, consequentemente, o filme “O Aprendiz”) é parodiada em “German Guy” (11º episódio da nona temporada).

– Kurt Dussander menciona ter tido uma interação com Andy Dufresne antes de o banqueiro ser preso.

– Em “Aluno Inteligente”, o personagem Ed French diz estar hospedado em um quarto de número 217 – o mesmo do quarto assombrado do Hotel Overlook, em O Iluminado. Coincidentemente (ou não), em O Iluminado, Jack Torrance está trabalhando em uma peça que tem como personagem um homem chamado Denker, mesmo sobrenome falso utilizado por Kurt Dussander na noveleta de Quatro Estações. King admitiu que iniciou a escrita de “Aluno Inteligente” logo após finalizar O Iluminado, o que justificaria a troca de detalhes.

– A trágica inspiração para “O Corpo” surgiu de um acontecimento durante a infância de King. Quando ele tinha quatro anos, sua mãe, Nellie Ruth, o deixou ir brincar na casa de um amigo. Quando Stephen retornou, estava pálido e em choque. Nellie acabou descobrindo que o amigo que Stephen havia ido visitar fora atropelado por um trem naquela tarde. King, contudo, diz que não tem nenhuma memória do acidente.

– King voltaria a utilizar o misterioso clube de cavalheiros da noveleta “O Método Respiratório” no conto “O Homem Que Não Apertava Mãos”, de Tripulação de Esqueletos.


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– Há um diálogo ao final da noveleta “O Método Respiratório” que sugere que o clube dos cavalheiros possui uma forte ligação com a Torre Negra. De acordo com o personagem, o clube possui muitos quartos e corredores, entradas e saídas…