Hearts in Atlantis


Título Original: Hearts in Atlantis


Título Traduzido: ———-


Ano de Publicação: 1999


Páginas: 528 (Edição de 1999 – Scribner)


Tradução: ———-


Data de Publicação nos EUA: 14/09/1999


Personagens: Bobby Garfield, Ted Brautigan, Liz Garfield, Carol Gerber, Peter Riley


Conexões: A Torre Negra


Personagens Citados: Roland Deschain


SinopseHearts in Atlantis é a terceira antologia de noveletas publicada por King. Porém, diferentemente de Quatro Estações e Depois da Meia-Noite, aqui todas as histórias três noveletas e dois contos estão conectadas. No Brasil, o livro jamais foi traduzido. Confira a seguir as sinopses dos textos…

Low Men in Yellow Coats (Low Men in Yellow Coats, 1999): Bobby Garfield, Carol Gerber e John Sullivan eram apenas crianças quando conheceram o velho Ted Brautigan, um senhor sábio e com habilidades muito especiais. Com o passar do verão, Bobby fica bastante apegado a Ted, e ao descobrir que um grupo de criaturas malignas, conhecidas como “Homens Baixos de Casacos Amarelos”, está perseguindo Ted, ele decide fazer o que puder para ajudar o seu amigo.

Hearts in Atlantis (Hearts in Atlantis, 1999): em 1966, um grupo de estudantes vai, gradualmente, piorando seus boletins após se viciarem no jogo de “Copas”. A jogatina, porém, tem um significado mais profundo. Para eles, “Copas” (do original “Hearts”), é como a Atlântida; uma cidade secreta e perdida onde podem se refugiar do caos e sofrimento provocados pela guerra do Vietnã.

Blind Willie (Blind Willie, 1999): Willie é um ex-combatente que lutou junto a John Sullivan, amigo de Bobby Garfield, no Vietnã. Na história, mesmo depois de tantos anos, Willie ainda tenta lidar com o remorso ao se recordar da vez em que imobilizou Carol Gerber enquanto um de seus amigos a espancava.

Why We’re in Vietnam (Why We’re in Vietnam, 1999): dois veteranos da guerra do Vietnã comparecem ao funeral de um terceiro ex-combatente. Um dos veteranos é John Sullivan, e durante a cerimônia, ele começa a relembrar dos eventos traumáticos que presenciou durante o conflito, e que o assombram até hoje.

Heavenly Shades of Night Are Falling (Heavenly Shades of Night Are Falling, 1982): encerrando a antologia e completando o ciclo iniciado na primeira história, Bobby Garfield e Carol Gerber, agora bem mais velhos, se reencontram para perdoar o passado e a si mesmos.


Adaptações: Lembranças de um Verão (2001)


Derivados: ———-


Disponível no Brasil pelas Editoras: ———-


CURIOSIDADES

– O livro é dedicado por King ao seu filho Joe, à esposa dele, Leonora, e ao neto (na época recém-nascido), Ethan.

– O título do conto “Heavenly Shades of Night Are Falling” é uma referência à primeira linha da canção “Twilight Time”, do grupo The Platters.

– O título do conto “Why We’re in Vietnam” é uma homenagem ao romance de mesmo título do escritor Norman Mailer. O livro de Mailer trata de um rapaz que vai até o Alasca caçar antes de ir para a guerra do Vietnã.

– Na noveleta “Low Men in Yellow Coats”, quando Bobby descobre quem são os perseguidores de Ted Brautigan, ele pensa neles como “regulators”. O título original do romance Os Justiceiros, assinado por Richard Bachman, é “The Regulators”.

– Hearts in Atlantis é um dos livros com mais ligações com a saga A Torre Negra, seja através de frases (“Há outros mundos além deste”; “Haverá água se Deus quiser”) ou de criaturas que habitam o mundo de Roland Deschain.

– Primeiro livro de King publicado após seu atropelamento quase fatal, em 19 de junho de 1999.

– Uma versão antiga do conto “Blind Willie” foi publicada por King em 1994. Enquanto escrevia Hearts in Atlantis, o autor resolveu inserir a história no livro, modificando-a e adaptando-a conforme a trama da antologia.


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– Em determinado momento de “Low Men in Yellow Coats”, Ted Brautigan se vê cercado pelos Homens Baixos, mas expõe sua confiança de que um certo “pistoleiro” vai consertar o que há de errado nos mundos.

– No conto “Blind Willie”, é dito que Carol Gerber conheceu, durante a época em que era ativista, um homem sombrio chamado Raymond Fiegler. Embora Randall Flagg não tenha usado tal nome em qualquer outra história, as iniciais sugerem que o homem que Carol conheceu pode ser o vilão.