Lobos de Calla


Título Original: The Dark Tower – Volume V: Wolves of the Calla


Título Traduzido: A Torre Negra – Volume V: Lobos de Calla (2006―Presente)


Ano de Publicação: 2003


Páginas: 744 (Edição de 2006 – Suma de Letras)


Tradução: Alda Porto


Data de Publicação nos EUA: 04/11/2003


Personagens: Roland Deschain, Eddie Dean, Jake Chambers, Susannah Dean


Conexões: Todo o universo de Stephen King


Personagens Citados: ———-


Sinopse: Roland, Eddie, Susannah, Jake e Oi chegam à cidade de Calla às vésperas do ataque dos Lobos; um grupo de misteriosos cavaleiros que rapta metade das crianças do local, e as devolve, semanas depois, física e mentalmente incapacitadas. Enquanto o pistoleiro e o ka-tet preparam uma resistência para defender Calla, a maligna Corporação Sombra ameaça uma peça vital para a jornada de Roland ― uma rosa florescendo em um terreno baldio da Nova York de 1977.


Adaptações: A Torre Negra (2017)


Derivados: ———-


Disponível no Brasil pelas Editoras: Objetiva (2006); Suma de Letras (2012); Ponto de Leitura (2013)


CURIOSIDADES

– O livro é dedicado a Frank Muller, que narrou os quatro primeiros audiobooks da saga A Torre Negra.

– O subtítulo/tema do romance é RESISTÊNCIA.

– Em 2001, King lançou uma história em seu site chamada “Calla Bryn Sturgis”. Em 2003, publicou na revista McSweeney’s Mammoth Treasury of Thrilling Tales o conto “The Tale of Gray Dick”. Ambos os textos seriam revisados e incorporados no quinto volume da saga A Torre Negra.

– Os Lobos de Calla concorreu na categoria de Melhor Romance de Fantasia do Locus Award em 2004.

– Dentre as inspirações para escrever Lobos de Calla, King destacou os filmes “Os Sete Samurais”, de Akira Kurosawa, o remake deste (“Sete Homens e um Destino”), e a trilogia do Homem Sem Nome, de Sergio Leone.


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– O livro carrega um panteão de referências à cultura popular literária e cinematográfica. Dentre elas, o visual dos Lobos de Calla, que é baseado no vilão Doutor Destino, da Marvel; as armas dos Lobos, que se parecem com sabres de luz de Star Wars; e o uso de pomos dourados (da saga Harry Potter) como um tipo de granada. Além disso, King usa a mesma fonte nos títulos de seus capítulos que J. K. Rowling usou em sua série literária.