Trocas Macabras


Adaptação do Livro: Trocas Macabras (Needful Things, 1991)


Adaptação do Conto: ———-


Título Original: Needful Things


Ano de Produção: 1993


Duração: 120 minutos


Data de Estreia nos EUA: 27/08/1993


Data de Estreia no Brasil: ———-


Elenco: Ed Harris, Max von Sydow, J.T. Walson, Bonnie Bedelia, Amanda Plummer


Direção: Fraser C. Heston


Sinopse: Bem-vindo de volta a Castle Rock. Pouca coisa mudou desde a última vez que estivemos nesta charmosa cidade. Uma das novidades é uma simpática loja; a “Coisas Necessárias”. O sempre solícito Sr. Leland Gaunt tem absolutamente tudo o que você quiser, é só pedir. O método de pagamento é muito simples basta dar uns trocados simbólicos, fazer uma pequena pegadinha com outro cidadão e, por último, mas não menos importante, entregar a sua própria alma. “Coisas Necessárias” vira uma sensação, e rapidamente Gaunt joga a cidade inteira no caos. A única esperança de Castle Rock reside no xerife Alan Pangborn, que logo descobrirá que seu adversário, de humano, só tem a aparência.


Disponível no Brasil em: VHS, DVD, Streaming (Darkflix, MGM), VOD (iTunes)


CURIOSIDADES

– Quando “Trocas Macabras” falhou em conquistar as salas de cinema na época do lançamento, o canal norte-americano TBS pediu a Columbia Pictures e ao diretor Fraser C. Heston que reeditassem o filme, adicionando mais cenas, para que pudessem exibi-lo na televisão como se fosse uma minissérie. O resultado foi um raríssimo corte de 183 minutos que, por muitos anos, nunca esteve disponível em home video. Isso só mudou em 2020, quando o Blu-Ray do longa foi lançado na Alemanha contendo o corte de 3 horas como um extra.

– No corte de 183 minutos, a mãe de Brian Rusk tem um papel mais evidente. Ela compra de Leland Gaunt os óculos do falecido Elvis Presley. Na versão normal do filme, é possível vê-la carregando os óculos durante o clímax da história, mas nunca é explicado como ela os conseguiu.

– O diretor Fraser C. Heston é filho do lendário ator Charlton Heston.

– O filme foi a estreia de Fraser Clarke Heston como diretor. Quando criança, ele havia interpretado a versão infante de Moisés, em “Os Dez Mandamentos” (1956), enquanto seu pai, Charlton Heston, interpretou a versão adulta do personagem. Durante as filmagens de “Trocas Macabras”, Fraser conversava bastante com Max von Sydow, que interpretou Jesus, em “A Maior História de Todos os Tempo” (1965), para decidir como seriam feitas as cenas. Uma piada logo surgiu nos sets quando alguém falou: “Isso é algo que não se vê todo dia: Moisés dizendo a Jesus como bancar o Diabo”.

– No romance de Stephen King, o personagem Ace Merrill, presente no filme Conta Comigo (1986), retorna bem mais velho e desempenha um papel fundamental na última parte da história. O personagem, porém, não foi incluído no filme. Ele só retornaria ao mundo das adaptações na segunda temporada da série “Castle Rock”.

– Um ano após participar de “Trocas Macabras”, o ator Ray McKinnon (Norris Ridgewick) seria o grande responsável por espalhar o vírus do “Capitão Viajante” na minissérie “A Dança da Morte” (1994). Nesta adaptação, ele interpreta Charlie Campion, o guarda do portão da instalação onde o vírus é acidentalmente liberado, que tenta fugir com a família e acaba condenando o planeta. Curiosamente, Ed Harris, que dá vida a Alan Pangborn em “Trocas Macabras”, também participa de “A Dança da Morte” interpretando o general Starkey.


TRAILER