O Nevoeiro


Adaptação do Livro: ———-


Adaptação da Noveleta: O Nevoeiro (The Mist, 2007)


Título Original: The Mist


Ano de Produção: 2007


Duração: 126 minutos


Data de Estreia nos EUA: 21/11/2007


Data de Estreia no Brasil: 29/08/2008


Elenco: Thomas Jane, Marcia Gay Harden, Laurie Holden, Toby Jones, Andre Braugher


Direção: Frank Darabont


Sinopse: Após uma noite tempestuosa, David Drayton leva seu pequeno filho ao supermercado da cidade em busca de mantimentos. O local está lotado de pessoas que também sofreram os prejuízos da tempestade. Subitamente, um homem surge em pânico, berrando para que todos fechem as portas. Atrás dele, uma espessa névoa avança rapidamente para engolfar toda a cidade. A confusão logo se transforma em pânico quando David e as pessoas sitiadas percebem que estranhas e perigosas criaturas habitam o nevoeiro; criaturas que estão famintas e prontas para atacar aqueles que ousarem sair do abrigo.


Disponível no Brasil em: DVD, Blu-Ray, Streaming (Amazon Prime, Darkflix)


CURIOSIDADES

– Não é a primeira vez do ator William Sadler no mundo de “O Nevoeiro”. Ele interpretou David Drayton na versão dramatizada em audiobook.

– Tendo gostado de trabalhar com seus atores, Frank Darabont chamou Jeffrey DeMunn, Melissa McBride, Laurie Holden, Juan Gabriel Pareja e Sam Witwer para participarem, alguns anos depois, da primeira temporada do seriado “The Walking Dead”, adaptada pelo diretor.

– Enquanto Darabont tentava vender a ideia de um seriado baseado em “The Walking Dead” para a HBO, ele tinha em mente que Thomas Jane interpretaria o xerife Rick Grimes. Contudo, com a recusa da HBO, Jane acabou se ocupando com outro seriado e não pôde protagonizar a adaptação de Darabont, que só foi ao ar em 2010 pelo canal AMC com Andrew Lincoln no papel de Grimes.

– Pra poupar tempo, o produtor e diretor Frank Darabont contratou os câmeras do seriado “The Shield” (2002). A equipe estava acostumada a se mover com agilidade devido ao ritmo do seriado, algo que Darabont considerava vital para o clima urgente de seu filme.

– Na abertura do filme, David é visto pintando em seu quarto. Seu mais novo quadro ostenta a figura do pistoleiro Roland Deschain, da saga A Torre Negra. Embora nunca tenha sido confirmado por Stephen King, é especulado que as criaturas vistas na noveleta são oriundas do espaço todash, onde monstros e outras abominações exiladas por Gan vivem.

– Outra pintura que pode ser vista no quarto de David é a do cartaz do filme “O Enigma do Outro Mundo” (1982), de John Carpenter. Carpenter, por sua vez, escreveu e dirigiu “A Bruma Assassina” (1980), longa que compartilha de temas similares aos de “O Nevoeiro”.

– Em determinado momento do filme, a Sra. Carmody fala: “Minha vida por você”. Esta é a mesma frase que o Homem da Lata de Lixo fala para Randall Flagg, em A Dança da Morte.

– Durante uma cena de ação, um homem derruba uma estante que carrega vários livros escritos por King.

– Quando o grupo está na farmácia ao lado do supermercado, David (Thomas Jane) pega algumas revistinhas de Hellboy para o filho. Em 2009, Jane dirigiu uma adaptação baseada numa HQ chamada “Dark Country”. O filme foi coestrelado por Ron Perlman (de “Sonâmbulos” e “Desespero”), que deu vida a Hellboy nos dois filmes dirigidos por Guillermo Del Toro.

– Frank Darabont concordou em realizar o filme com a Dimension Films sob a condição de que o final planejado se manteria intacto. A produtora concordou.

– O diretor Frank Darabont queria que o filme fosse exibido em preto e branco nos cinemas. O DVD duplo de “O Nevoeiro” contém a versão em preto e branco no segundo disco.

– A farmácia ao lado do supermercado é chamada de “King’s Pharmacy”, uma provável referência ao autor Stephen King.

– Apesar de se passar no Maine, o filme foi gravado em Minden, Louisiana.

– O ator Thomas Jane presenciou a edição do filme, pois estava interessado em aprender sobre o processo.

– O diretor Frank Darabont queria colocar Stephen King no filme, mas o autor decidiu recusar a oferta.

– O filme seria feito inicialmente pela Paramount Pictures.

– Na cena em que David procura um gibi para o filho na farmácia, Frank Darabont propôs a Thomas Jane que ele pegasse uma cópia de “O Justiceiro: Diário de Guerra”, visto que Jane havia interpretado o personagem nos cinemas. O ator, porém, recusou a ideia por ter brigado com a produção daquele filme, o que, inclusive, causou sua saída de uma sequência.

– Primeiro longa-metragem de Frank Darabont lançado nos cinemas cuja história se passa no presente.

– O longa foi filmado em apenas 37 dias.

– A terceira adaptação de uma obra de Stephen King feita por Frank Darabont. As outras duas são “Um Sonho de Liberdade” (1994) e “À Espera de um Milagre” (1999). Os atores William Sadler, Jeffrey DeMunn e Brian Libby participaram de todas as três. Se contar o dollar baby “The Woman in the Room” (1984), esta, então, é a quarta adaptação “kingiana” no currículo de Darabont.

– Terceira aparição da atriz Frances Sternhagen numa adaptação de uma história ou ideia de Stephen King. Ela esteve em “Louca Obsessão” (1990) e “Jovem Outra Vez” (1991).

– Norm veste uma camiseta da rádio WKIT de Bangor, no Maine. Esta é uma das rádios que pertencem a Stephen King.


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– Inicialmente, Frank Darabont resolveu cancelar a cena com o gigantesco monstro de seis patas. Porém, quando seus colegas do departamento de efeitos especiais protestaram, ele foi convencido a recolocar a cena no roteiro.

– Frank Darabont escreveu uma abertura diferente para o filme. Nela, os militares mencionados pelo soldado Jessup acidentalmente abrem o portal que deixam as criaturas e o nevoeiro invadirem nosso mundo. Em um jantar, o ator Andre Braugher questionou Darabont se essa cena era realmente necessária. Após pensar nisso por uma semana, Darabont decidiu retirá-la do filme, deixando a natureza do nevoeiro mais ambígua.

– De acordo com Frank Darabont, Stephen King ficou satisfeito com o final que o diretor deu para a história.

– Quando o tentáculo do monstro é cortado por David, ele fica preto e se derrete num monte de gosma. Este é o mesmo processo pelo qual uma criatura oriunda do Buick 8, no romance homônimo, passa ao morrer.

– Amanda tem um revólver de seis balas vazio e 12 balas guardadas. No decorrer do filme, exatos 12 tiros são disparados antes que a arma fique sem munição.


TRAILER