Carrie, a Estranha


Adaptação do Livro: Carrie, a Estranha (Carrie, 1974)


Adaptação do Conto: ———-


Título Original: Carrie


Ano de Produção: 2002


Duração: 132 minutos


Data de Estreia nos EUA: 04/11/2002


Data de Estreia no Brasil: ———-


Elenco: Angela Bettis, Patricia Clarkson, Kandyse McClure, Emilie de Ravin, Tobias Mehler


Direção: David Carson


Sinopse: Carrie White é uma solitária e tímida adolescente que, lentamente, é empurrada à beira da loucura por frequentes ataques de bullying, tanto de seus cruéis colegas de escola, quanto de sua própria mãe religiosa e extremista. Poucas pessoas tentam ajudar a garota, e quando uma cruel armadilha é criada para humilhá-la, seus algozes desejarão jamais tê-la conhecido, porque Carrie guarda dois terríveis segredos o dom da telecinesia e uma violenta sede de vingança.


Disponível no Brasil em: VHS, DVD, Streaming (MGM), VOD (iTunes)


CURIOSIDADES

– O roteirista Bryan Fuller, que também serviu de produtor-executivo, pediu que certas cenas fossem editadas para que parecesse que Carrie não pisca ao usar seus poderes.

– Todas as três versões cinematográficas de “Carrie, a Estranha” gravaram a cena presente no livro em que uma jovem Carrie é punida pela mãe ao espiar a vizinha tomado banho de sol, o que culmina na chuva de rochas. Contudo, apenas esta versão de 2002 utilizou a cena.

– Angela Bettis, que interpreta Carrie no telefilme, admitiu que se não houvesse estrelado o longa, jamais o teria assistido por ser contra um remake de “Carrie, a Estranha”.

– A cena do baile sangrento levou três dias para ser gravada.

– Emilie de Ravin (Chris Hargensen) precisou treinar sua fala para conquistar um sotaque norte-americano. A atriz é australiana.

– Jodelle Ferland, que interpreta Carrie quando criança, participou da série “Kingdom Hospital” (2004). Em 2006, ela coestrelou “Terror em Silent Hill”, onde interpreta Alessa, uma garota com alguns poderes similares aos de Carrie. O filme é uma adaptação da franquia de jogos de videogame “Silent Hill”, que, inclusive, possui numerosas referências ao trabalho de Stephen King.

– De todas as atrizes a interpretar Carrie, Angela Bettis foi a mais velha. Ela tinha 28 anos na época, contra os 26 e 15 de, respectivamente, Sissy Spacek e Chloë Grace Moretz.

– A adaptação foi exibida nas televisões norte-americanas exatamente 26 anos e um dia após o filme original chegar aos cinemas.

– Assim como Jodelle Ferland, outros atores e atrizes neste filme já participaram de uma adaptação baseada numa história de King. David Keith (detetive John Mulchaey) foi Andy McGee em “Chamas da Vingança” (1984); Patricia Clarkson (Margaret White) interpretou Melinda Moores em “À Espera de um Milagre” (1999); Kandyse McClure (Sue Snell) participou do remake “A Colheita Maldita” (2009) como Vicki, e do sétimo episódio da 4ª temporada de “Haven”, interpretando uma personagem chamada “Carrie”; Chelan Simmons (Helen Shyres) fez uma rápida participação no início da minissérie “It: Uma Obra-Prima do Medo” (1990), como a pequena Laurie Anne, a primeira vítima de Pennywise.

– O vestido que a atriz Meghan Black usa durante o baile é o mesmo que Julia Roberts usou no Oscar de 2001, quando foi indicada à Melhor Atriz por “Erin Brockovich: Uma Mulher de Talento” (2000).


CURIOSIDADES COM SPOILERS

– O final do telefilme, em que Carrie sobrevive e é levada por Sue Snell à Flórida, era um plano dos produtores para deixar aberta a possibilidade de uma série em que Carrie viajaria pelo país ajudando outras pessoas com poderes. Todavia, como o filme não conquistou o público, a ideia de uma série-sequência foi abandonada.

Contém spoilers do romance: Apesar de não ser tão bem-visto quanto a adaptação original, este telefilme procura ser mais fiel ao livro do que as versões de 1976 e 2013. Cenas como a chuva de rochas e a morte de Margaret (que aqui, assim como no romance, morre de um ataque de coração causado por Carrie) são alguns exemplos dessa fidelidade.


TRAILER